COMPARTILHAR

O arqueiro palmeirense Ivando da Silva conquistou neste domingo (11) o bronze do Campeonato Brasileiro Master, realizado no Solar das Andorinhas, em Campinas (SP). Na categoria Composto Masculino, o atleta fez uma boa campanha na fase de classificação e nos combates para garantir a medalha do Verdão no torneio. O clube marcou presença com outros três representantes, que também ficaram entre os melhores do Brasil.

Ivando tinha 12 rivais em sua classe e terminou no quarto lugar na etapa de qualificação, com 617 pontos dos 720 possíveis – são disparadas 72 flechas a 50 metros do alvo. As disputas eliminatórias do arco composto ocorrem em cinco rodadas de três tiros em cada, com pontuação total de 150. Nas oitavas de final, o arqueiro do Palmeiras/Raycon passou pelo paulista Carlos Pereira, do Clube Esperia, por 132 a 116. Em seguida, eliminou o mineiro Bruno Dorella, do Pampulha Iate Clube, por 137 a 129.

A semifinal contra o carioca Francisco Lino, do Clube Municipal, foi muito equilibrada e decidida por apenas um ponto: 130 a 129 para o rival. Na luta pelo bronze, Ivando se recuperou e bateu José Xavier, do Pampulha, por 124 a 117. “Faltaram alguns detalhes para eu disputar a final e tentar o ouro, mas o bronze foi um resultado legal, principalmente pelas boas provas que venho fazendo ao longo do ano. As boas condições do campo e climáticas também ajudaram muito”, disse Ivando, que tem diversos títulos pelo Alviverde em cinco temporadas no clube.

Outros três arqueiros do Verdão competiram no Brasileiro Master, na categoria Recurvo Masculino, contra 13 adversários. Na fase de classificação – também com 72 disparos, mas a 60 metros do alvo –, Magdiel Santos ficou em quarto, com 572 pontos; Wladimir Junior terminou em sexto, com 567 tentos; e Décio Valente, em oitavo, com 545.

No arco recurvo, os combates funcionam no sistema de sets. São três disparos por arqueiro em cada set. Quem vence um set ganha dois pontos; empate vale um. É o vencedor quem soma seis pontos primeiro. Nas oitavas de final, Décio passou por Carlos Chigres, do Clube Bandeirantes, por 6 a 4; Wladimir derrotou Ismar Caminha, do Esperia, por 6 a 2; e Magdiel, vice-campeão em 2015, perdeu para Kokiti Uehara, também do Bandeirantes, por 6 a 4.

Os palestrinos ficaram perto das disputas por medalhas, mas não conseguiram avançar às semifinais. Nas quartas, Décio sofreu o revés por 6 a 4 para Cyro Delgado, do Marina Barra Clube; e Wladimir – bronze em 2015 – ficou pelo mesmo placar para Luis da Silva, do Clube Ítalo Brasileiro. Também no Brasileiro Master de 2015, esse trio do Palmeiras/Raycon foi campeão por equipes, porém não houve o certame neste ano devido à falta de adversários.

O Palmeiras/Raycon ainda teve outra presença no Campeonato Brasileiro Master deste ano. O arqueiro e instrutor do Verdão Alexandre Cesar foi um dos árbitros da competição.