COMPARTILHAR
Borja

Após uma temporada de adaptação ao Brasil e três treinadores diferentes, o colombiano Miguel Borja assinalou o seu primeiro tento em clássicos com a camisa do Palmeiras, contra o Santos. Entrosado com o elenco e entendendo o papel exigido por Roger Machado em campo, ele se sente mais leve e confiante.

“Quando cheguei foi um pouco difícil, agora já sei que tem que estar nas costas do volante, tentando atrapalhar a jogada, foi isso o que eu mudei, agora é jogar mais simples, dar no máximo dois toques na bola. Eu gosto de sair da área, fazer passe, tabelar com volante, mas muitas vezes tenho que ficar na área porque esse é o meu forte”, comentou.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Entendimento com Roger devolve confiança a Borja

Após alegar que não compreendia o que Cuca lhe pedia em campo e melhorar com Alberto Valentim, Borja tem se mostrado bem mais ligado em campo neste início de temporada. “E se não tenho confiança do treinador, fica difícil. Agora com professor Roger, eu me sinto melhor”, afirmou.

E a recíproca é verdadeira. O comandante do Verdão também teceu diversos elogios a Borja na coletiva pós-jogo. “Nesta semana, fui muito questionado em função disso, se ele merecia ou não permanecer em campo. A gente apostou na permanência dele, e ele fez um belo jogo coletivamente e definiu com um gol. Sem dúvida, isso gera confiança, otimismo. A tendência é de que entre mais leve, mais solto, e todo mundo ganha com isso. Fiquei fez com o gol do Miguel (Borja). Não foi à toa que todos os atletas foram abraçá-lo. Eles sabem do esforço que ele está fazendo para justificar o investimento na contratação dele”, afirmou Roger.

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!