COMPARTILHAR
Arrancada Heroica Palmeiras
Arrancada Heroica de Palestra a Palmeiras completa 75 anos

O ano de 1942 marcou a troca de nome de Palestra Itália para Palmeiras. Mais do que uma simples transição, o Palestra Itália morreu líder, o Palmeiras nasceu campeão em função portaria homologada no dia 11 de março de 1942 e da campanha de um rival da capital que cobiçava as propriedades do clube ítalo-brasileiro.

A determinação do Governo da época estabelecia que os bens pertencentes a italianos, alemães e japoneses, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, poderiam ser confiscados e empregados pelo governo brasileiro para compensar os prejuízos resultantes de atos de agressão praticados pelos países em guerra contra o Brasil.

De acordo com historiadores alviverdes, o São Paulo começou uma campanha para denegrir o Palestra, tratando-o como uma ameaça a nação, com o intuito de obter o patrimônio do clube. Já na década de 1940, o Estádio Palestra Itália era um dos mais modernos do Brasil. São Paulo não aceitou a mudança de Palestra Itália para Palestra de São Paulo, pedindo retaliações ao clube. Ao Verdão, restou trocar para Palmeiras e evitar perdas.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Conspiração do São Paulo e a Sociedade Esportiva Palmeiras

Aproximadamente seis meses após a mudança de nome para Palestra de São Paulo, quando tudo parecia bem, o próprio São Paulo incentivou o governo a prejudicar o Palestra, pois os dirigentes rivais enxergaram ali a possibilidade de ver o rival fechar as portas. Tudo isso, claro, usando suas influências políticas e militares para “repatriar” o território esmeraldino.

No entanto, o Palestra já não tinha mais nenhuma com a Itália. Mesmo assim, as entidades tentavam prejudicar o time, sob a alegação de que palavra “Palestra” era uma palavra de origem italiana. O detalhe é que a palavra “Palestra” é de origem grega. No dia 14 de setembro de 1942, Ítalo Adami reuniu os dirigentes palestrinos para oficializar o novo nome, que, por sugestão do Sr. Mário Minervino passou a ser Sociedade Esportiva Palmeiras: “Não nos querem Palestra, pois seremos Palmeiras e nascemos para ser campeões”, bradou Minervino.

“Seremos Palmeiras e nascemos para ser campeões”

Quis o destino que a partida decisiva pelo Campeonato Estadual de 1942 exigisse uma vitória do novo Palmeiras diante do São Paulo. Temendo a vaia torcida antipalmeirense, que já lotava o estádio, o Capitão Adalberto Mendes entrou em cena de maneira mais enfática.

Como sugestão, deixou a brilhante idéia de que, quando o time fosse entrar em campo, entrasse carregando uma bandeira do Brasil. Além disso, o próprio militar ainda se habilitou a entrar junto com os jogadores, como linha de frente. Ninguém ousou vaiar ou desrespeitar o militar e a bandeira nacional.

Em campo, o Palmeiras vencia a partida brilhantemente por 3 a 1, quando um zagueiro adversário cometeu pênalti e foi expulso no 2º tempo. Conforme orientação do capitão Luizinho, os jogadores do São Paulo abandonaram a partida. E o Palmeiras completou a sua sina: “O Palestra morre líder, e o Palmeiras nasce campeão”.

Confira a Arrancada Heroica na visão do Capitão Adalberto Mendes

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!