COMPARTILHAR
João Denoni Palmeiras

Em 2012, o Palmeiras enfrentava uma temporada irregular e um garoto da base chamava a atenção no meio-campo com bom passe e poder de marcação. Aos 18 anos, o volante João Denoni era promovido ao elenco profissional em um momento complexo: pós-título da Copa do Brasil e queda livre na tabela do Campeonato Brasileiro.

“Foi tudo muito rápido, porque fiquei um pouco mais de 1 ano na base. Quando eu percebi estava entre os profissionais com 18 anos! Foi um grande aprendizado, o período que mais evolui como jogador. O meu nível de treino tinha que ser alto, treinava como se fosse um jogo, me cobrava para não errar e fui evoluindo”, declarou Denoni em entrevista exclusiva ao Sangue Verde.

Até hoje, o jogador revelado pelo Verdão se lembra das broncas de Felipão nos seus primeiros treinos. “A cobrança por parte dos treinadores era alta e isso me fez melhorar muita coisa. Levo comigo até hoje o quanto Felipão e Murtosa pegavam no meu pé! Depois, eu fui perceber que isso me fez muito bem”, reconheceu o atleta.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Em 365 dias, João Denoni foi da base ao principal!

A ascensão de João Denoni dentro do Palmeiras foi bastante rápida e passou por uma mudança no seu posicionamento em campo.

“Cheguei no final de 2010. Neste ano, eu fiz duas partidas pelo Mirassol contra o Palmeiras e vencemos as duas. Aí surgiu o interesse do Verdão. Eu cheguei para disputar o sub 17 do próximo ano como meia, camisa 10. Logo, o treinador me colocou de volante. No começo, não gostei por que não tinha muita noção de marcação. Depois, peguei jeito, comecei a encontrar espaço e a receber a bola sempre de frente. Joguei apenas três campeonatos na base. Fomos campeões em 2 deles. Perdemos apenas na Copa São Paulo nas quartas de final. Aí, eu subi para o profissional”, relembrou o jogador.

Com destaque inicial, ele foi mantido na equipe com a troca de comissão técnica na reta final de 2012. O técnico Gilson Kleina confiou no garoto de 18 anos, que acabou chamado para a Seleção Sub-20. Mas, uma lesão interrompeu a sua sequencia como titular.

“Acabei perdendo espaço mesmo. Palmeiras naquela época passava por um ano atípico. Em 2013, o Verdão disputava a série B e ao mesmo tempo a Libertadores. Com várias contratações no meio-campo, eu acabei ficando sem espaço. Hoje, vejo que poderia ter ficado, pois todos vieram apenas pra jogar a Libertadores e depois saíram. Mas, faz parte”, contou o volante.

Empréstimos e lesões graves!

A partir da metade de 2013, João Denoni acabou emprestado para outras equipes a fim de ter mais tempo em campo. “Foi bastante produtivo, consegui jogar bastante, é uma sensação única de você poder jogar todos os jogos, você consegue mostrar mais, fiquei 1 ano e meio no Oeste e fui muito bem. Por isso, o Palmeiras até me manteve no grupo de 2015”, ressaltou.

Apesar disto, os últimos dois anos foram complicados e marcados por sérias lesões. “Infelizmente, sofri duas lesões sérias no mesmo joelho. No Paulistão de 2016, na 2ª rodada, foi a primeira lesão. Decidi ficar no Ituano e me recuperar lá. Infelizmente, quando estava voltando ao campo, pisei na bola e isso afetou toda a cirurgia. Tive que refazer tudo e decidi voltar pra São Paulo e recuperar no Palmeiras”, revelou.

Projeção do futuro? Retomada da carreira!

Atualmente, João Denoni está recuperado e segue na Academia de Futebol para recuperar o seu condicionamento físico, já que ainda tem vinculo com o Verdão. “Já fez 1 ano da segunda lesão, já estou bem, estou treinando com bola! Está tudo certo, graças a Deus! O retorno aos gramados agora já não depende de mim, estou aguardando algo para poder voltar a jogar”, frisou o volante.

Para o futuro? O jovem almeja se livrar dos problemas físicos de uma vez por todas e retomar a sua carreira em alto nível. “Graças a Deus, agora estou bem! A minha maior vontade agora é em um futuro próximo e voltar a jogar e ter uma sequência. Quando se tem lesões, assim como eu tive, você fica fora e acaba sendo esquecido. Isso dificulta um pouco, pois os clubes tem uma restrição pelo tempo sem atuar”, projetou o atleta.

O que mudou no Verdão nestes anos?

De fato, João Denoni chegou ao Palmeiras no fim da temporada 2010 e passou por inúmeros momentos de frustração, reconstrução e triunfos do clube. Neste período, o Verdão amargou a Série B e acabou com o jejum de 22 anos do Brasileirão com ajuda de Gabriel Jesus, revelado na base.

O que mudou de lá para cá? “Melhorou sim, tive a oportunidade de treinar recentemente com a base. Tem bastante talento em Guarulhos. Palmeiras está dando todo apoio à base. Estrutura melhorou desde minha época e isso é muito bom! Mas, se olhar com carinho tem garotos prontos já”, finalizou João Denoni.

Veja lances da carreira de João Denoni

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!