COMPARTILHAR
Palmeiras foi Brasil em 7 de setembro de 1965
Palmeiras foi Brasil em 7 de setembro de 1965

Pela primeira vez na história do futebol brasileiro, um time foi chamado para representar a Seleção Nacional Do treinador ao massagista, do goleiro ao centroavante, inclusive os reservas, a 1ª Academia do Palmeiras, comandada pelo saudoso Filpo Nuñes vestiu a camisa verde e amarela.

O argentino Filpo Nuñes também deixou seu nome na história ao ser o único estrangeiro na história a comanda o Brasil, mesmo que em uma única partida, naquele 7 de setembro de 1965. O Palmeiras foi selecionado por ser o melhor time de futebol nacional no período, enquanto que o adversário, Uruguai, tinha se classificado para a Copa do Mundo com uma seleção repleta de craques.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Como Brasil, o Verdão atropelou o Uruguai por 3 a 0!

Diferença de uma equipe para uma Seleção? Que nada! Em um jogo que entrou para história do futebol mundial, o Verdão atropelou o Uruguai com gols de Rinaldo, Tupãzinho e Germano, escrevendo uma das passagens mais gloriosas de sua existência.

“Foi algo mágico, imensurável na época e nos dias atuais. Foi o dia em que um clube de futebol representou toda uma nação. Não sei se vai existir uma homenagem desse tipo algum dia. É algo que até hoje sou lembrado e que o Palmeiras vai carregar para o resto de sua vida”, afirmou Valdir Joaquim de Moraes, goleiro do Palmeiras naquele 7 de setembro.

Por 23 anos, o troféu permaneceu com a entidade máxima do esporte no Brasil. Em 1988, optou-se por entregar a taça ao seu verdadeiro dono, o Palmeiras. “Até hoje fico pensando naquele jogo. Foi uma homenagem feita pela CBD ao nosso grande time, a Academia do Palmeiras. Os mais jovens precisam sempre saber disso e ter orgulho desse jogo. O Palmeiras um dia foi Brasil, e isso ninguém mais vai apagar”, destacou o camisa 10, Ademir da Guia.

Ficha Técnica
BRASIL (PALMEIRAS) 3 x 0 URUGUAI

Brasil [Palmeiras]: Valdir de Moraes (Picasso); Djalma Santos, Djalma Dias e Ferrari; Dudu (Zequinha) e Valdemar (Procópio); Julinho (Germano), Servílio, Tupãzinho (Ademar Pantera), Ademir da Guia e Rinaldo (Dario).

Uruguai: Taibo (Fogni); Cincunegui (Brito), Manciera e Caetano; Nuñes (Lorda) e Varela; Franco, Silva (Vingile), Salva, Dorksas e Espárrago (Morales).

Data: 7 de setembro de 1965

Assista imagens da partida entre Verdão x Uruguai

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!