COMPARTILHAR
Tche Tche Palmeiras

Tche Tche foi um dos atletas escolhidos para conceder entrevista coletiva nesta semana livre de treino. Entre outras questões, ele precisou se defender a respeito da queda de produção e da possível dependência do camisa 10, Moises.

De fato, Tche Tche foi uma espécie de motor para a saída de bola no Palmeiras campeão brasileiro em 2016, mas não conseguiu repetir o mesmo futebol desde o início da temporada. Será que o longo afastamento de Moises tem a ver com isso?

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Tche Tche ignora Moises dependência, mas encara queda de rendimento

Tche Tche exaltou a qualidade do seu companheiro de meio-campo em 2016 (quando formaram a melhor dupla do Brasileirão), mas descartou qualquer relação com a lesão e o seu nível de futebol.

“O Moisés é um cara que gosto muito, a gente deu certo. Mas às vezes escuto algumas coisas de que só vou jogar bola com ele do lado. É claro que ele é um grande atleta, mas discordo. Tenho minhas qualidades também”, disse o jogador.

Apesar de negar a dependência, ele não fugiu da responsabilidade e reconheceu que ainda está deixando a desejar no ano. “É nítido que cai de rendimento, e não foi só eu. Tanto é que não conquistamos como equipe o que esperávamos na temporada. Procuro trabalhar. As críticas que convém costumo absorver, as que não convém, não escuto”, declarou o jogador.

Com a mudança de situação tática para o 4-4-2, Tche Tche dá amostras de que pode recuperar o bom futebol de 2016 e formar um trio eficiente com Moises e Guerra. A próxima oportunidade de mostrar serviço acontece neste sábado, contra o Galo, no estádio Independência, às 16 horas.

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!