COMPARTILHAR
arbitragem

Nesta segunda-feira, o Palmeiras conseguiu reverter duas vezes o placar desfavorável diante do Cruzeiro, no Allianz, Parque. O resultado final mostrava 2 a 2, mas poderia exibir uma vantagem considerável para o Verdão se dois erros capitais de arbitragem não tivessem sido desconsiderados por Heber Roberto Lopes. Moises e Keno questionaram a atuação.

No começo do jogo, Keno entrou disparado na área cruzeirense e foi puxado pela camisa por alguns bons metros por Diogo Barbosa na frente do arbitro de linha de fundo, que não fez menção alguma em alertar o juiz a respeito do pênalti. No segundo tempo, Borja recebeu na medida escanteio de Dudu e sobiu para mandar pelas redes. O arbitro deu falta inexistente e anula o que poderia ser o gol da vitória alviverde com hat-trick do colombiano.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Moises e Keno detonam arbitragem no pós-jogo

Pelo segundo jogo consecutivo, o atacante Keno foi derrubado na bola e absolutamente nada foi marcado. Na semana passada em Porto Alegre, ele foi pisado pelo jogador do Grêmio e arbitragem ignorou totalmente a semana. Em casa, a situação se repetiu.

“O Palmeiras pressionou, tentamos. Não sei se foi falta do Borja ali no gol anulado, mas ele deu falta. Se não foi, ele nos prejudicou. Tudo bem, faz parte”, afirmou o atacante.

Já o camisa 10, Moises, preferiu ser mais duro com a péssima arbitragem de Heber Roberto Lopes. “Desde o começo, entramos ligados. Mas, em uma infelicidade, o Juninho tentou tirar e aconteceu o gol contra. Bonito de ver como a nossa equipe jogou. E teve o gol, mal anulado, e um pênalti para nós”, questionou.

Com os erros de arbitragem, o Verdão tirou apenas um ponto da diferença para o líder e se mantém a cinco pontos. No fim de semana, o compromisso será em Itaquera.

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!