COMPARTILHAR

A primeira investida do Barcelona por Gabriel Jesus não teve sucesso. Segundo o jornal “Sport”, da Catalunha, os representantes do atacante e a diretoria do Palmeiras não aceitaram uma proposta de 19 milhões de dólares (R$ 64,3 milhões), mais cinco milhões de dólares (R$ 16,9 milhões) em aditivos.

A publicação espanhola havia informado em sua edição de domingo que o valor da proposta era em euro. Nesta segunda-feira, porém, a oferta apresentada foi na moeda americana.

O Barcelona é um dos cinco europeus que têm direito, por contrato, a um desconto para tirar o jogador do Palmeiras. Em vez dos 40 milhões de euros estipulados como multa rescisória, o clube espanhol poderia levá-lo por 24 milhões de euros. Real Madrid, Paris Saint-Germain, Bayern de Munique e Manchester United também têm essa prerrogativa.

Também ao jornal “Sport”, o atacante teria dito ser “um sonho” ir para o Barcelona.

– Sou consciente de qual é minha condição, sei do meu potencial e do que posso fazer – disse Gabriel Jesus, em declarações publicadas pelo jornal catalão.

No último sábado, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Matos, manifestou esperança de manter o atleta no clube até dezembro, baseando-se principalmente no desejo do jogador e do seu empresário.

– O Palmeiras não tem nenhuma negociação em andamento, nem para vinda e nem para saída – disse o dirigente, após a vitória por 3 a 1 sobre o Santa Cruz, que colocou a equipe na liderança do Campeonato Brasileiro.

Na Itália, Juventus de Turim e Inter de Milão também já manifestaram interesse na contratação do atacante de 19 anos. Real Madrid, da Espanha, e Manchester City, da Inglaterra, também foram apontados como prováveis destinos do palmeirense. Os direitos econômicos de Gabriel Jesus são divididos entre Palmeiras (30%), o agente Cristiano Simões (32,5%), o ex-agente Fábio Caran (22,5%) e o atleta (15%)

Com informações do GloboEsporte.