COMPARTILHAR
Presidente Mauricio Galiotte

O presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, resolveu abandonar seu tom tradicionalmente sereno para falar da arbitragem no empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG, neste sábado, no estádio Independência. Revoltado, ele pretende entrar com uma representação contra o arbitro Pedro Vuaden na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“O fato é que o árbitro não teve nenhum critério na partida. Absolutamente descompensado. Ele foi extremamente rigoroso com o Palmeiras e benevolente com o time da casa. Se é para ser rigoroso, vamos ser para os dois lados”, declarou o presidente.

# Milhares pessoas já estão ganhando dinheiro apostando na BUMBET, cadastre-se e fature um bônus de boas-vindas!

Inconformado, Mauricio Galiotte cita pênalti e comportamento de Fred

A principal queixa de Mauricio Galiotte se deve a uma penalidade não marcada no começo do jogo para o Alviverde, quando Willian chutou e a bola pega no braço de Luan, do Galo.

“Estava 0 a 0, e tivemos uma bola na mão dentro da área, e ele não marcou. Aí marcou contra o Palmeiras. Tomamos o gol. O Fred, que já tinha amarelo, pegou a bola e jogou longe. Tinha de expulsar o Fred. Aliás, teve invasão do Fred na penalidade”, afirmou.

Além disso, ele critica a falta de critério no lance envolvendo Willian e Valdivia. Na situação, o atleticano atinge o palmeirense de maneira desleal, que reage com um chute. “Ele expulsou o Willian em uma entrada violenta. Ele (Willian) sofreu um coice na perna, e o jogador do Palmeiras foi expulso. Se é para ser rigoroso, expulsa os dois”, declarou.

O presidente deve solicitar a CBF que o arbitro não apite mais jogos do Palmeiras. “Segunda-feira estaremos entrando com uma representação contra esse senhor. O que ele fez aqui hoje foi uma total falta de critério. O Palmeiras foi prejudicado. Trataremos disso segunda na CBF”, prometeu o presidente, Mauricio Galiotte.

# Entre na BUMBET para apostar nos jogos do Palmeiras e faturar alto!